Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; não sendo o caso, justificar na seção “Comentários ao Editor”.
  • O manuscrito se encaixa em um dos Tipos de Contribuição publicados pela Revista Psicologia e Saúde;
  • Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word (doc).

  • Todos os endereços "URL" no texto (ex.:http://pkp.sfu.ca) estão ativos.
  • O texto está em espaço duplo, em fonte tipo Times New Roman, tamanho 12, com parágrafos alinhados à esquerda, com anexos, tabelas e figuras no final do corpo do manuscrito, após as referências bibliográficas, com sinalização no corpo do texto indicando onde devem ser inseridos. O manuscrito, sendo um artigo, não excede 25 páginas. A página está em tamanho A4 (21 x 29,7cm), com todas as margens igual a 2,5 cm. Caso haja subdivisões no texto, elas estão com o máximo de três níveis de intertítulos. Veja Diretrizes para o Autor.
  • O texto segue os requisitos de formatação da revista segundo as Diretrizes para o Autor, encontradas na seção "Sobre" a revista. O manuscrito está de acordo com as normas técnicas da American Psychological Association: Publication Manual of the American Psychological Association (7ª edição).
  • O nome do autor foi removido em "Propriedades do documento", opção do menu "Arquivo" do MS Word, e em qualquer outra parte do manuscrito enviado à revista, a não ser na carta de apresentação e folha de rosto identificada (que deve ser submetida como Documento Suplementar).
  • O cadastro do autor está respondido com clareza e de forma completa.

  • O autor encaminhou, juntamente com o manuscrito, a aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa reconhecido pelo Conselho Nacional de Saúde - CNS, para estudos de experimentação humana e animal.

  • Foi informado o ORCID (https://orcid.org/register) de todos os autores, no momento da submissão do artigo. DEVE-SE INCLUIR O 'S' AO FINAL DO HTTP PARA QUE O ORCID SEJA ACEITO.

  • O autor informou o eixo temático ao qual o manuscrito será submetido. (Informação deverá ser inserida no campo "Comentários para o editor", abaixo)


    Eixos temáticos:


    1. Avaliação e assistência em saúde
    2. Políticas públicas, cultura e produções sociais


  • Sugerir, no campo de 'Comentários ao editor', dois potenciais revisores, doutores, para seu artigo. Deve ser indicado nome completo, instituição e e-mail de contato.

Diretrizes para Autores

A Revista Psicologia e Saúde não cobra nenhuma taxa relativa ao processo editorial.

Condições preliminares para Submissão de Manuscrito

- O artigo submetido a este periódico não foi publicado e não foi simultaneamente submetido em outro meio de publicação.

- O autor efetuou cadastro em nosso site e respondeu completamente os dados solicitados.

- Pelo menos um dos autores do manuscrito deve ter o título de Doutor.

O processo editorial só terá início se o encaminhamento do artigo obedecer às condições preliminares explicitadas acima. Caso contrário será devolvido para adequação às normas e/ou inclusão de documentos. Não será aceita a inclusão de autores após a submissão do artigo. Por isso é importante que os autores confiram e preencham corretamente os metadados da submissão no momento do envio do artigo

 

Configuração e organização dos artigos

- Os textos poderão ser redigidos em português-brasileiro, português-Portugal, espanhol, francês e inglês. Todos os tipos de contribuição, à exceção de Resenhas, devem conter título, palavras-chave e resumo em três idiomas. Um necessariamente no idioma original, outro em português-brasileiro e o terceiro em inglês. Se o idioma de submissão for o português-brasileiro, o segundo resumo será em inglês e o terceiro, espanhol ou francês.

- Os manuscritos submetidos à Revista Psicologia e Saúde devem estar de acordo com as normas de publicação da Sétima Edição do Manual de Publicação da American Psychological Association (APA). A omissão de informação no detalhamento que se segue implica que prevalece a orientação da APA. Para um guia rápido em português, consulte Adaptação do Estilo de Normalizar de Acordo com as Normas da APA.

Utilizando linguagem neutra

 

Conforme a norma vigente da língua portuguesa, o masculino pode indicar neutralidade do sujeito, ou gênero não marcado. Mas sabemos que isso é contestável e novas tendências têm surgido na escrita, em busca de mais representatividade. Assim, é de responsabilidade/autonomia dos autores a decisão pelo uso de linguagem neutra (e.g., uso de "e", como em "todes"; uso de @; uso de X), mas recomendamos o uso do "e" já que permite softwares de leitura de documentos leiam apropriadamente as palavras. Importante ressaltar: ao escolherem uma linguagem neutra, é indispensável que os autores a mantenham em todo o artigo, por questão de padronização.

 

Deverão ser submetidos como Documento Original:

O documento original deve ser submetido em apenas um arquivo, contendo os seguintes itens:

  1. Folha de rosto sem identificação dos autores: Título original (máximo 15 palavras) e título compatível em inglês e espanhol.
  2. Resumos em português, espanhol e inglês: Resumo estruturado indicando Introdução, Métodos, Resultados, Discussões e Conclusões, em parágrafo único com no máximo 200 palavras, com o título. “Resumo” escrito centralizado na primeira linha abaixo do cabeçalho, em negrito. Os resumos em inglês e espanhol devem ser fiéis ao resumo em português, porém não uma tradução "literal" do mesmo; ou seja, as traduções devem preservar o conteúdo do resumo, mas também adaptar-se ao estilo gramatical das línguas. Ao fim do resumo, listar no mínimo três e no máximo cinco palavras-chave em português (em letras minúsculas e separadas por vírgula). Recomenda-se a utilização da Terminologia em Psicologia da Biblioteca Virtual em Saúde para a definição das palavras-chave, (clique aqui).A Revista Psicologia e Saúde tem como procedimento padrão, fazer a revisão final dos resumos, reservando-se o direito de corrigi-los, se necessário.
  3. Corpo do Texto: Não é necessário colocar título do manuscrito nessa página. As subseções do corpo do texto não começam cada uma em uma nova página e seus títulos devem estar centralizados, em negrito, e ter a primeira letra de cada palavra em letra maiúscula (por exemplo, Resultados, Método e Discussão, em artigos empíricos). Os subtítulos das subseções devem estar apenas em itálico e ter a primeira letra de cada palavra em letra maiúscula (por exemplo, os subtítulos da subseção Método: Participantes, ou Conclusões).
  4. Notas de rodapé: Evite sempre que possível. Todavia, se não houver outra possibilidade, as notas de fim devem ser indicadas por algarismos arábicos no texto e apresentadas após as Referências. O título (Notas) aparece centralizado. Recue a primeira linha de cada nota de fim em 1,25cm e numere-as conforme as respectivas indicações no texto, mantendo o espaço duplo entre as linhas.
  5. Tabelas: Devem ser elaboradas em Word (.doc) ou Excel. No caso de apresentações gráficas de tabelas, use preferencialmente colunas, evitando outras formas de apresentação como pizza etc. Nestas apresentações evite usar cores. Cada tabela começa em uma página separada. A palavra Tabela é alinhada à esquerda na primeira linha abaixo do cabeçalho e seguida do número correspondente à tabela, ambos em negrito. Dê um espaço duplo e digite o título da tabela à esquerda, em itálico e sem ponto final, sendo as primeiras letras das palavras em maiúsculo. Defina abreviações usadas nas tabelas, ainda que já tenham sido definidas no texto, em outra tabela ou em alguma figura. As abreviações podem ser definidas na própria tabela, entre parênteses, na ocasião de seu primeiro uso; ou como legenda, abaixo da tabela. Consultar o Manual da APA 7ª edição para abreviações que não precisam ser definidas.
  6. Figuras: Devem ser inseridas no corpo do texto, no local em que devem aparecer. A figura deve estar em boa qualidade (no mínimo 300 dpi), não devem exceder 17,5 cm de largura por 23,5 cm de comprimento. A palavra Figura é alinhada à esquerda na primeira linha abaixo do cabeçalho e seguida do número correspondente à figura, ambos em negrito. Dê um espaço duplo e digite o título da figura à esquerda, em itálico e sem ponto final, sendo as primeiras letras das palavras em maiúsculo. Defina abreviações usadas nas figuras, ainda que já tenham sido definidas no texto, em alguma tabela ou em outra figura. As abreviações podem ser definidas na própria figura, entre parênteses, na ocasião de seu primeiro uso; ou como legenda, abaixo da tabela. Consultar o Manual da APA 7ª edição para abreviações que não precisam ser definidas.
  7. Anexos: Evite. Somente devem ser incluídos se contiverem informações consideradas indispensáveis. Os Anexos devem ser indicados no texto e apresentados no final do manuscrito, identificados pelas letras do alfabeto em maiúsculas (A, B, C, e assim por diante), se forem mais de um. Os Anexos devem ser apresentados cada um em uma nova página, intituladas com a palavra “Anexo” seguida das respectivas letras correspondentes (apenas quando há mais de um anexo, pois basta a palavra “Anexo” quando há apenas um), em negrito. Cada anexo deve ser mencionado ao menos uma vez no corpo do texto, com a primeira letra maiúscula e seguido da letra que o identifique (também maiúscula).

 

Deverão ser submetidos como Documento Suplementar:

Os dois documentos deverão ser submetidos em arquivos separados.

"Os documentos suplementares devem ser enviados no passo 02 da submissão, item "transferência do manuscrito". Nesta tela haverá uma aba no canto superior direito indicando "enviar arquivo". O manuscrito e os documentos suplementares devem ser enviados nesta etapa de submissão. O sistema permite o envio de um arquivo por vez, portanto, cada arquivo deve ser enviado separadamente."

  1. Folha de rosto identificada: Título original (máximo 15 palavras); Título compatível em inglês e espanhol; Nome e afiliação institucional; breve descrição sobre as atividades atuais dos autores e sua formação;  Apresentar a exata contribuição de cada autor na produção do manuscrito; Endereço completo de um dos Autores para correspondência com os Editores (incluir CEP, fone e e-mail); Agradecimentos e Informações complementares, quando for o caso, como, por exemplo, fomento de pesquisa ou bolsa de estudo.

    Link para download da folha de rosto:(http://site.ucdb.br/public/downloads/1027422-modelo-de-folha-de-rosto1.doc)
  2. Cópia da Autorização do Comitê de Ética para realização de pesquisas com Seres Humanos e/ou Animais; cópia de Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (se for o caso);

Avaliação

A primeira avaliação é feita pelo Conselho Editorial da Revista Psicologia e Saúde verificando se o trabalho seguiu os itens elencados nas Diretrizes para Autores e Tipos de Contribuição. Se aprovado nesta etapa, o manuscrito será encaminhado a, pelo menos, dois consultores ad hoc.

Os Consultores ad hoc são escolhidos pelo Conselho Editorial, embora os autores possam sugerir possíveis consultores (pesquisadores qualificados afiliados a instituições, que não as dos autores) na carta de encaminhamento.

O tempo médio de um retorno sobre as avaliações dos artigos é entre 3 e 6 meses a contar da submissão. Em caso de aceite, o prazo de publicação é de até 12 meses desde o aceite final do manuscrito.

Caso o texto seja rejeitado, os autores são encorajados a nova submissão, depois de cuidadosa revisão, considerando os pareceres recebidos. Os manuscritos recomendados para publicação com restrições só serão publicados mediante alterações de acordo com as sugestões dos pareceristas. As sugestões de modificação do trabalho visam melhorar a clareza ou precisão do texto. Uma versão reformulada do texto deve ser apresentada para apreciação com as parcelas modificadas em destaque (em azul). Além disso, solicita-se aos autores uma carta ao Conselho Editorial, por meio eletrônico, descrevendo as alterações atendidas e justificando as não realizadas. A decisão final sobre a publicação de um artigo submetido à Revista Psicologia e Saúde cabe ao Conselho Editorial.

Pequenas modificações no manuscrito poderão ser feitas pelo Conselho Editorial da Revista Psicologia e Saúde. Quando tal Conselho considerar necessárias modificações substanciais, o autor será notificado e encarregado de fazê-las, devolvendo o trabalho reformulado no prazo estipulado.

Todo original será submetido ao processo de opinião por pares (especialistas), preferencialmente duplo cego  (peer review double blind). Em todo processo de avaliação será garantido o anonimato. Os casos omissos serão resolvidos pela Equipe Editorial.

 

Ética e consentimento

A publicação de pesquisa envolvendo seres humanos só se dará mediante o cumprimento das exigências da Declaração de Helsinque da Associação Médica Mundial (1964, reformulada em 1975,1983, 1989, 1989, 1996 e 2000) e da Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012 do Conselho Nacional de Saúde, referente à ética na pesquisa com seres humanos. Os autores deverão ainda, encaminhar cópia do parecer aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa ao qual foi submetido.

 

Diretrizes para organização do artigo

  1. Configuração: Tamanho A4 (21 x 29,7cm).
  2. Fonte: Times New Roman, tamanho 12, ao longo de todo o texto, incluindo referências, notas de rodapé, tabelas etc.

III. Margens: 2,5 cm em todos os lados (superior, inferior, esquerda e direita).

  1. Espaçamento: espaço duplo ao longo de todo o manuscrito, incluindo Folha de Rosto, Resumo, Corpo do Texto, Referências, Anexos etc.
  2. Alinhamento: esquerda
  3. Recuo da primeira linha do parágrafo: tab = 1,25cm

VII. Numeração das páginas: no canto direito na altura da primeira linha de cada página. A folha de rosto sem identificação é a página número 1.

VIII. Endereços da Internet: Todos os endereços "URL" (links para a internet) no texto (ex.: http://pkp.sfu.ca) deverão estar ativos.

  1. Ordem dos elementos do arquivo: Folha de rosto sem identificação, Resumo e Abstract, Corpo do Texto, Referências, Notas de Rodapé, Tabelas, Figuras e Anexos. Inicie cada um deles em uma nova página.

As palavras Figura, Tabela, Anexo que aparecerem no texto devem ser escritas com a primeira letra em maiúscula e acompanhadas do número (Figuras e Tabelas) ou letra (Anexos) ao qual se referem. Os locais sugeridos para inserção de figuras e tabelas deverão ser indicados no texto.

O uso de expressões como "a Tabela acima" ou "a Figura abaixo" deve ser evitado porque no processo de editoração a localização das mesmas pode ser alterada. As normas nã           o incluem a denominação de Quadros ou Gráficos, apenas Tabelas e Figuras.

Sobre o uso de Sublinhados, Itálicos e Negritos: Use itálico para palavras ou expressões que constituam "estrangeirismos", como self, locus etc. e sublinhado para outras palavras que deseje grifar. Reserve negritos para os títulos.

Indique sempre os autores e as datas de publicação de todos os estudos mencionados no corpo do texto. Todos os nomes de autores cujos trabalhos forem citados devem ser seguidos da data de publicação. Na seção de Referências só descreva o os autores citados no corpo do texto.

 

Exemplos de citações no corpo do manuscrito:

Os exemplos descritos a seguir servem como base de apoio para a organização de seu artigo, todavia os mesmos não esgotam as possibilidades de citação em seu trabalho. Desta feita, utilize o Publication Manual of the American Psychological Association (2020, 7ª edição) para verificar as normas para outras referências e tirar suas dúvidas.

- Citação de artigo de autoria múltipla

  • Artigo com dois autores: cite os dois nomes sempre que o artigo for referido.
  • Artigo com três ou mais autores: cite o sobrenome do primeiro autor seguido de "et al." e da data, em todas as menções no texto.

- Citações de obras antigas e reeditadas

Utilize o seguinte formato: Autor (data de publicação original / data de publicação consultada).

- Citação secundária

Trata-se da citação de um artigo discutido em outra publicação consultada, sem que o original tenha sido utilizado. Por exemplo: "Piaget (1932, como citado por Flavell, 1996) ...". Na seção de referências citar apenas a obra consultada (no caso, Flavell, 1996).

NOTA: Citações com menos de 40 palavras devem ser incorporadas no parágrafo do texto, entre aspas. Citações com mais de 40 palavras devem aparecer sem aspas em um parágrafo no formato de bloco, com cada linha recuada 1,25 da margem esquerda. Citações com mais de 500 palavras, reprodução de uma ou mais figuras, tabelas ou outras ilustrações devem ter permissão escrita do detentor dos direitos autorais do trabalho original para a reprodução. A permissão deve ser endereçada ao autor do trabalho submetido. Os direitos obtidos secundariamente não serão repassados em nenhuma circunstância. A citação direta deve ser exata, mesmo se houver erros no original. Se isso acontecer e correr o risco de confundir o leitor, acrescente a palavra [sic], sublinhado e entre colchetes, logo após o erro. Omissão de material de uma fonte original deve ser indicada por três pontos (. . .). A inserção de material tais como comentários ou observações, deve ser feita entre colchetes. A ênfase numa ou mais palavras deve ser feita com fonte sublinhada, seguida de [grifo nosso].

Atenção: Não use os termos apud, op. cit, id. ibidem, e outros. Eles não fazem parte das normas da APA.

Abreviações em Latim: Use as seguintes abreviações de Latim apenas em texto entre parêntesis; em texto sem parêntesis, use a tradução em português destes termos: cf. = compare; i.e. = isto é ; e.g. = por exemplo; viz. = ou seja; etc. = e assim por diante; vs. = versus, contra.

Referências:

Inicie uma nova página para a seção de Referências, com este título centralizado na primeira linha abaixo do cabeçalho, em negrito. Apenas as obras mencionadas no texto devem aparecer nesta seção. A quantia equivalente a 40% das Referências utilizadas deve ser dos últimos cinco anos. Continue utilizando espaço duplo e não deixe um espaço extra entre as citações.

As referências devem ser citadas em ordem alfabética pelo sobrenome dos autores, de acordo com as normas da APA.

Em casos de referência a múltiplos estudos do mesmo autor, utilize ordem cronológica, ou seja, do estudo mais antigo ao mais recente desse autor. Nomes de autores não devem ser substituídos por travessões ou traços.

Exemplos para organização das Referências

*Obs: De 1 a 20 autores, todos são citados na referência; 21 ou mais autores, cite o nome dos 19 primeiros, insira os 3 pontos com espaços (. . .) e adicione o nome do último.

Autor Entidade

American Psychiatric Association. (2013). Diagnostic and statistical manual of mental disorders (5th ed.). https://doi.org/10.1176/appi.books.9780890425596

Banco Central do Brasil. (2003). Anuário de crédito rural. http://www.bcb.gov.br/htms/CreditoRural/2001/rel53211.pdf

Artigo com DOI

Porto, L. A., Carvalho, F. M., Oliveira, N. F. de, Silvany, A. M. S. Neto, Araújo, T. M. de, Reis, E. J. F. B. dos, & Delcor, N. S. (2006). Associação entre distúrbios psíquicos e aspectos psicossociais do trabalho de professores. Revista de Saúde Pública40(5), 818-826. https://doi.org/10.1590/S0034-89102006005000001

Gurney, C., Roth, M., Garside, R. F., Kerr, T. A., & Schapira, K. (1972). Studies in the classification of affetive disorders. The British Journal of Psychiatry, 121(561), 162-166. https://doi.org/10.1192/bjp.121.2.162

Artigos sem DOI

Tavares, J. P., Beck, C. L. C., Magnano, T. S. B. de S., Greco, P. B. T., Prestes, F. C., & Silva, R. M. da. (2011). Produção científica sobre os distúrbios psíquicos menores a partir do Self Report Questionnarie. Revista de Enfermagem da UFSM, 1(1),113-123. https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/2091

Thornicroft, G., & Maingay, S. (2002). The global response to mental illness: An enormous health burden is increasingly being recognised. BMJ – British Medical Journal325(7365), 608-609. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1124145/

Dissertação ou Tese

Dissertação obtida em uma base de dados institucional:

Santos, M. E. S. B. (2002). Transtornos mentais comuns em pacientes com aids que fazem tratamento com anti-retrovirais no Estado de São Paulo, Brasil (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.usp.br/item/001283338

Dissertação/Tese acessada na internet:

Alves, L. B. (2010). Análise da sustentabilidade ambiental em estabelecimentos agrícolas em Goiás (Tese de Doutorado, Universidade Federal de Goiás, Goiás, Brasil). http://repositorio.bc.ufg.br/tede/bitstream/tde/330/1/Tese_Doutorado_Luiz_Batista_Alves.pdf

Livros

Toffler, A. (1994). O choque do futuro (5ª ed.). Record.

Goldberg, D., & Huxley, P. (1992). Common mental disorders: A bio-social model. Tavistock.

Freud, S. (1977). Histeria. In S. Freud, Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud (J. Salomão, trad., Vol. 1, pp. 77-102). Imago. (Trabalho original publicado em 1888).

Capítulo de livro

Vianna, C. P. (2013). A feminização do magistério na educação básica e os desafios para a prática e a identidade coletiva docente. In S. C. Yannoulas (Coord.), Trabalhadoras: Análise da feminização das profissões e ocupações (pp. 159-180). Editorial Abaré.

Wastson, M. W. (1994). Vector autoregressions and cointegration. In R. F. Engle, & D. L. McFadden (Ed.), Handbook of Econometrics (Vol. 4, Chap. 47, pp. 2843-2915). Elsevier.

*Para outros exemplos, consultar as normas técnicas da American Psychological Association: Publication Manual of the American Psychological Association (2020, 7ª edição).

Diretrizes para submissão

  - A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.

- Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word (doc).

- Todos os endereços "URL" no texto (ex.: http://pkp.sfu.ca) estão ativos.

- O texto está em espaço duplo, em fonte tipo Times New Roman, tamanho 12, com parágrafos alinhados à esquerda, com notas de rodapé, tabelas e figuras em seus respectivos locais no corpo do texto. Os anexos devem vir após as referências bibliográficas. O manuscrito, sendo um artigo, não deve exceder 25 páginas (no caso de resenhas o número máximo de páginas é 15). A página deve ser do tamanho A4 (21 x 29,7cm), com todas as margens iguais a 2,5 cm. Caso haja subdivisões no texto, recomenda-se no máximo três níveis de intertítulos. Veja Diretrizes para o Autor.

- O texto segue os requisitos de formatação da revista segundo as Diretrizes para o Autor, encontradas na seção "Sobre" a revista. O manuscrito está de acordo com as normas técnicas da American Psychological Association: Publication Manual of the American Psychological Association (2020, 7ª edição).

- O nome do autor foi removido em "Propriedades do documento", opção do menu "Arquivo" do MS Word, e em qualquer outra parte do manuscrito enviado à revista, a não ser na carta de apresentação e folha de rosto identificada (que devem ser submetidas como Documento Suplementar).

Dossiê: Psicanálise e Saúde

O número temático “Psicanálise e Saúde” tem o objetivo de reunir contribuições inéditas de investigadores cujos temas de pesquisa abarquem discussões sobre a Psicanálise em interface com a saúde, promovendo o incremento da área. Este número especial está aberto a estudos que contemplem diversos campos, tais como clínica psicanalítica na saúde pública e saúde coletiva, políticas públicas, atuação em serviços e instituições de saúde mental, saúde do trabalhador, prevenção e promoção da saúde na perspectiva psicanalítica, abordagens com perspectiva de gênero no entrecruzamento entre psicanálise e saúde, psicanálise nas abordagens de emergência ou urgência subjetiva nas práticas hospitalares e em outras instituições de saúde. Trabalhos interdisciplinares com outras disciplinas da saúde como os relacionados à neurologia e à psiquiatria, bem com psicooncologia, dentre outros. De igual modo, também se recebem artigos que abordem, pelo viés psicanalítico, questões sobre a atuação e a formação crítica na saúde e o ensino da psicanálise nos espaços de formação de saúde, como nos cursos de Psicologia.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

A Revista Psicologia e Saúde proporciona acesso público a todo seu conteúdo, seguindo o princípio que tornar gratuito o acesso a pesquisas gera um maior intercâmbio global de conhecimento. Tal acesso está associado a um crescimento da leitura e citação do trabalho de um autor. Para mais informações sobre esta abordagem, visite Public Knowledge Project e IBICT, projeto que desenvolveu este sistema para melhorar a qualidade acadêmica e pública da pesquisa, distribuindo o OJS/SEER assim como outros softwares de apoio ao sistema de publicação de acesso público a fontes acadêmicas.