Sintomas de Ansiedade e Indicativos de Depressão em Idosas Praticantes do Método Pilates no Solo

Palavras-chave: atividade motora, envelhecimento, exercício, transtornos de ansiedade

Resumo

Este estudo analisou sintomas de ansiedade e indicativos de depressão em idosas praticantes do Método Pilates (MP) no solo e seus fatores associados. Participaram desta pesquisa transversal 90 idosas praticantes do MP no solo. Como instrumentos, foram utilizados a Escala de Depressão Geriátrica e o Inventário de Ansiedade Geriátrica. A análise de dados foi conduzida por meio dos testes de Qui-Quadrado e Exato de Fisher (p < 0,05). Os resultados evidenciaram associação significativa dos sintomas de ansiedade com a presença de osteoartrite (p = 0,0004), depressão (p = 0,005) e quantidade de doenças associadas (p = 0,012). Não foi encontrada associação significativa (p > 0,05) dos indicativos de depressão com nenhuma das variáveis sociodemográficas e de saúde. Concluiu-se que a presença de doenças nos idosos deste estudo, como a osteoartrite e a depressão, e o acúmulo de comorbidades podem levar ao aumento do nível de ansiedade de idosas praticantes do MP no solo.

Biografia do Autor

Daniel Vicentini de Oliveira, Universidade Estadual de Maringá (UEM)

Doutor em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Alessandra Ramazotti Rodrigues, Universidade Estadual do Paraná (Unespar)

Especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade do Estado do Paraná (Unespar). Prefeitura do Município de Maringá, Paraná.

Áurea Gonçalves Ferreira, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Mestre em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Naelly Renata Saraiva Pivetta, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Mestre em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Mateus Dias Antunes, Universidade de São Paulo (USP)

Doutorando em Ciências da Reabilitação pela Universidade do Estado de São Paulo (USP).. Universidade do Estado de São Paulo (USP).

José Roberto Andrade do Nascimento Júnior, Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)

Doutor em Educação Física pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Referências

Almeida, O. P. & Almeida, A. S. (1999). Atividade física, autoestima e depressão em idosos. Confiabilidade da versão brasileira da Escala de Depressão em Geriatria (GDS) versão reduzida. Arquivos de Neuropsiquiatria, 57(1), 421-426.

Brown, W. J., Ford, J. H., Burton, N. W., Marshall, A. L, & Dobson, A. J. (2005). Prospective study of physical activity and depressive symptoms in middle-aged women. American Journal of Preventive Medicine, 29(4), 265-272.

Brucki, S. M. D., Nitrini, R., Caramelli, P., Bertolucci, P. H. F., & Okamoto, I. H. (2003). Sugestões para o uso do mini-exame do estado mental no Brasil. Arquivos de Neuropsiquatria, 61(3), 777-781.

Bullo, V., Bergamin, M., Gobbo, S., Sieverdes, J., Zaccaria, M., Neunhaeuserer, D., & Ermolão, E. (2015). The effects of Pilates exercise training on physical fitness and wellbeing in the elderly: a systematic review for future exercise prescription. Preventive medicine, 75, 1-11.

Canali, E. S. & Kruel, L. F. M. (2017). Respostas hormonais ao exercício. Revista Paulista de Educação Física, 15(2), 141-153.

Curi, V. S., Vilaça, J., Haas, A. N., & Fernandes, H. M. (2018). Effects of 16-weeks of Pilates on health perception and sleep quality among elderly women. Archives of Gerontology and Geriatrics, 74, 118-122.

Dresch, F. K., Barcelos, A. R. G., Cunha, G. L. & Santos, G. A. (2017). Condição de saúde auto percebida e prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos atendidos pela estratégia da saúde da família. Revista Conhecimento Online, 2, 118-127.

Fernandes, M. A., Vieira, F. E. R., Silva, J. S., Avelino, F. V. S. D., & Santos, J. D. M. (2018). Prevalence of anxious and depressive symptoms in college students of a public institution. Revista Brasileira de Enfermagem, 71(Supl. 5), 2169-2175.

Folstein, M. F., Folstein, S. E., & McHugh, P. R. (1975). Mini mental State: a practical method for grading the cognitive state of patients for clinician. Journal of Psychiatric Research, 12(1), 189-198.

Júnior, E. B. S., Oliveira, L. P. A. B., & Silva, R. A. R. (2017). Chronic non-communicable diseases and the functional capacity of elderly people. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental, 6(2), 516-524.

Lopes, R. M. F., Nascimento, R. F. L., Esteves, C. S., Terroso, L. B., & Argimon, I. I. L. (2013). Funções executivas de idosos com depressão: Um estudo comparativo. Cuadernos de Neuropsicologia, 7(2), 72-86.

Martiny, C., Silva, A. C. O., Nardi, A. E. & Pachana, N. A. (2011). Tradução e adaptação transcultural da versão brasileira do Inventário de Ansiedade Geriátrica (GAI). Revista de Psiquiatria Clínica, 3(1), 8-12.

Minghelli, B., Tomé, B., Nunes, C., Neves, A. & Simões, C. (2013). Comparação dos dois níveis de ansiedade e depressão entre idosos ativos e sedentários. Revista de Psiquiatria Clínica, 40(2), 71-76.

Nery, F. R., Mugnol, K. C. U., Xavier, V. B., & Alves, V. L. S. (2016). A influência da prática do Pilates na qualidade de vida dos idosos: estudo clínico e randomizado. Estudos interdisciplinares sobre o envelhecimento humano, 21(2), 75-88.

Roh, S. Y. (2016). Effect of a 16-week Pilates exercise program on the ego resiliency and depression in elderly women. Journal of Exercise Rehabilitation, 12(5), 494-498.

Silveira, M. M. & Portuguez, M. W. (2017). Analysis of life quality and prevalence of cognitive impairment, anxiety and depressive symptoms in older adults. Estudos de Psicologia, 34(2), 261-268.

Storchi, S., Rodrigues, A. D., Bertoni, J., & Portuguez, M. W. (2016). Qualidade de vida e sintomas de ansiedade e depressão em idosas com e sem dor musculoesquelética crônica. Revista Dor, 17(4), 283-288.

Teixeira, C. M., Nunes, F. M. S., Ribeiro, F. M. S., Arbinaga, F., & Vasconcelos-Raposo, J. (2016). Atividade física, autoestima e depressão em idosos. Cuadernos de Psicologia del Deporte, 16(3), 55-66.

Vink, D., Aartsen, M. J., & Schoevers, R. A. (2008). Risk factors for anxiety and depression in the elderly: A review. Journal of Affective Disorders, 106(1-2), 29-44.

Publicado
2021-02-26
Como Citar
Vicentini de Oliveira, D., Ramazotti Rodrigues, A., Gonçalves Ferreira, Áurea, Saraiva Pivetta, N. R., Dias Antunes, M., & Andrade do Nascimento Júnior, J. R. (2021). Sintomas de Ansiedade e Indicativos de Depressão em Idosas Praticantes do Método Pilates no Solo. Revista Psicologia E Saúde. https://doi.org/10.20435/pssa.vi.797
Seção
Artigos